Direitos Humanos… para quem?

Lendo a Declaração Universal dos Direitos Humanos, nos deparamos com um artigo curioso, o de número 6: “Todo ser humano tem o direito de ser, em todos os lugares, reconhecido como pessoa perante a lei.”

À primeira vista pode parecer óbvio considerar que “todo ser humano” é “pessoa”. Mas este, na verdade, é um detalhe crucial para assegurar que não haja mais genocídios e outras terríveis mazelas, sobretudo na época em que a declaração foi escrita (após a 2ª Guerra).

Não há como negar que qualquer indivíduo da espécie humana é “ser humano”: negros, mulheres, judeus, crianças, idosos, etc. Mas várias vezes, na História, a estes e outros grupos já foi tirado o status de “pessoa” – razão pela qual já se cometeu as maiores arbitrariedades. Quem não é considerado “pessoa” não tem direitos – ou, se os tem, esses são menores do que os de quem é pessoa.

Afirmar, pois, que TODO ser humano é uma pessoa, “sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião”, etc, e tendo os mesmos direitos básicos, como “à vida, à liberdade e à segurança pessoal”, é uma grande conquista dos Direitos Humanos. É o que garante que, no futuro, não caiamos na tentação de, por algum motivo qualquer, sermos displicentes e coniventes com atrocidades, como os alemães o foram com o nazismo, como os americanos foram com o racismo, como todos nós formos e somos com o escravagismo, o patriarcalismo/machismo…

Nós, humanos, somos falhos. E a qualquer momento podemos, no calor de alguma confusão que gere medo, apoiar algo desumano. Não nos achemos isentos…

E confesso que esta é uma das principais razões pelas quais considero a legalização do aborto uma proposta tão complicada. É difícil, para mim, imaginar que o ser humano dentro do útero não seja, por algum motivo, uma pessoa… e que em algum momento, como num passe de mágica, passe a ser.

Gabriel Resgala – 27/03/2018

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s